Quem somos

A nossa equipe inclui antropólogos, internacionalistas, cientistas políticos e sociais. Nossa preocupação sempre foi assegurar que diferentes experiências e capacidades pudessem dialogar. Por isso, a equipe é composta de pessoas da área de pesquisa e ensino, que participaram de debates e negociações internacionais e com experiência de trabalho na base em diferentes países. Além da equipe permanente, o Articulação SUL conta com um grupo de colaboradores dentro e fora do Brasil, com expertise setorial em áreas como saúde, agricultura, educação, meio ambiente, economia solidária e governança urbana.

  • Bianca Suyama
  • Elisa Camarote
  • Ivone de Souza
  • Luara Lopes
  • Melissa Pomeroy
  • Laura Trajber Waisbich
  • Daniel Martins
  • Joana Amaral
  • Marina Caixeta
  • Mariana Santarelli

Bianca Suyama é formada em Relações Internacionais pela PUC-SP e mestre em Gestão e Desenvolvimento Internacional na London School of Economics and Political Science. Trabalha há 15 anos com governança participativa e cooperação internacional para o desenvolvimento como gestora, assessora, pesquisadora, educadora e consultora.

Trabalhou para organizações nacionais, internacionais e governos locais, entre eles: CARE Internacional UK, Fairtrade Foundation, Coordenação do Orçamento Participativo da Prefeitura de São Paulo. Experiência de trabalho em ambientes multiculturais em mais de 20 países na América Latina, África e Ásia.

Seus interesses incluem: participação cidadã; cooperação sul-sul; análise e avaliação de políticas públicas; diálogo intercultural; relações Brasil-África; aprender com, e contribuir para a sistematização de aprendizado de, movimentos sociais e organizações da sociedade civil que promovem paradigmas alternativos de desenvolvimento. Fluente nas seguintes línguas: português, inglês e espanhol.

b.suyama@articulacaosul.org

Antropóloga com bacharelado em Ciências Sociais pela PUC/SP e mestrado em Antropologia pele Universidade Federal da Bahia. Dez anos de experiência com pesquisa qualitativa e políticas públicas. Trabalhou no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, na Prefeitura Municipal de São Paulo, no Instituto Pólis e prestou serviço a diversos institutos de pesquisa. Fluente nas seguintes línguas: português, espanhol, inglês e francês.

Tem experiência com políticas sociais e seu impacto junto a minorias étnicas, participação social, produção de diagnóstico socioterritorial,  monitoramento e avaliação de projetos e programas sociais.  Atuou também em pesquisas etnográficas, pesquisa de mercado, moderação de grupos focais, entrevistas em profundidade e análise de dados qualitativos.

Entre seus temas de interesse figuram a análise das relações sociais, cooperação internacional para o desenvolvimento, políticas de proteção social e de segurança alimentar, e a formulação e adaptação de projetos e políticas a diferentes contextos sócioculturais.

e.camarote@articulacaosul.org

Possui mestrado em Regeneração Urbana pela London Metropolitan University e graduação em Engenharia Civil, tem especialização em Saúde Publica pela Universidade de São Paulo, e certificado em Planejamento e habitação África / América Latina (La Cambre – Bélgica)  e cooperação descentralizada (Programa Urbal / União Europeia). Fluente nas seguintes línguas: português, espanhol, inglês e francês.

Tem mais de 20 anos de experiência em desenvolvimento urbano e planejamento local participativo como consultora, gestora de projetos/programas e facilitadora. Larga experiência em gestão integrada de programas em áreas de alta vulnerabilidade social. Trabalhou para diversas agencias das Nações Unidas, IBAS (Fórum de Dialogo Índia Brasil e África do Sul), Agencia Brasileira de Cooperação (ABC), Programa Urbal / União Europeia, Governos locais e entidades privadas.

Tem área de interesse a cooperação descentralizada, facilitação de processos locais, implementação de estratégias, sistematização, intervenção e adaptação de projetos e políticas para o desenvolvimento.

i.souza@articulacaosul.org

Luara Lopes é formada em Relações Internacionais pela PUC-SP e mestre em Política Externa pelo programa San Tiago Dantas (PUC-SP, Unicamp e UNESP). Trabalha há mais de dez anos com ajuda humanitária e cooperação internacional para o desenvolvimento, em organizações nacionais e internacionais, governamentais e não governamentais, entre elas a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE), a Associação Brasileira de ONGs (Abong) e o Escritório das Nações Unidas para a Redução do Rico de Desastres (UNISDR). Suas áreas de interesse incluem a Cooperação Sul-Sul para o desenvolvimento, transparência e participação na política externa e o papel do Brasil na arquitetura da cooperação internacional para o desenvolvimento. Fluente nas seguintes línguas: português, espanhol, inglês e francês.

l.lopes@articulacaosul.org

Melissa Pomeroy é bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, especialista em Participação e Desenvolvimento Sustentável pela Universidade Autônoma de Barcelona,  mestre e doutoranda em Ciência Política pela mesma universidade. Suas áreas de interesse principal são participação cidadã e movimentos sociais, análise e avaliação de políticas públicas e cooperação internacional para o desenvolvimento. Dez anos de experiência em pesquisa, monitoramento e avaliação de políticas públicas; planejamento estratégico e desenvolvimento institucional; gestão e avaliação de projetos.

Trabalhou no Orçamento Participativo de São Paulo, no Observatório Internacional de Democracia Participativa da Prefeitura de Barcelona e, como pesquisadora, no Instituto de Governo e Políticas Públicas da Universidade Autônoma de Barcelona. Atuou como consultora em planejamento estratégico, desenvolvimento institucional e sistematização de conhecimento em diversas organizações públicas, privadas e da sociedade civil.  Fluente nas seguintes línguas: português, espanhol e inglês.

m.pomeroy@articulacaosul.org

Laura Trajber Waisbich é bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e mestre em Ciência Política pelo Institut d’Etudes Politiques de Paris. Possui experiência em pesquisa e articulação política nos temas de Cooperação Sul-Sul para o Desenvolvimento, Política Externa Brasileira e Direitos Humanos. No passado, trabalhou junto a organizações não-governamentais de direitos humanos no Brasil, Estados Unidos e Bélgica. Desde 2011, Laura é também pesquisadora do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap).

l.waisbich@articulacaosul.org

Daniel Martins é bacharelado em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e mestre na mesma área pelo Programa de Pós-Graduação San Tiago Dantas (UNESP, UNICAMP, PUC-SP). Tem experiência profissional e pesquisa acadêmica nos seguintes temas: política externa brasileira, participação social, acordos preferenciais de comércio e cooperação Sul-Sul.

d.martins@articulacaosul.org

Joana Amaral é Mestre em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional pela Universidade de Brasília. É formada em Engenharia Florestal pela Universidade de São Paulo com Diploma de Estudos Avançados em Educação Ambiental pela Universidade de Santiago de Compostela. Possui mais de 12 anos de experiência na formulação e gestão de projetos e programas de cooperação internacional do Ministério do Meio Ambiente e da Educação com países da África e da América do Sul. Atua como facilitadora de processos participativos, criando espaços de análise de contexto, planejamento e sistematização de experiências no setor público e com organizações não governamentais. Pesquisa a atuação das instituições públicas brasileiras na cooperação para o desenvolvimento e na formação de profissionais em metodologias de diálogo intercultural.

Marina Bolfarine Caixeta é formada em Relações Internacionais pela UCB, mestre em cooperação internacional (CEAM/UnB) e doutoranda em ciências sociais – estudos latino-americanos (ELA/UnB). Como profissional, trabalhou mais de 7 anos com projetos de cooperação internacional no governo brasileiro e o no sistema-ONU; atualmente, dedica-se a docência e pesquisa sobre a cooperação internacional para o desenvolvimento. Temas de seu interesse incluem: cooperação Sul-Sul; gestão de projetos/políticas; monitoramento e avaliação; políticas públicas; América Latina e África.

Mariana Santarelli é bacharel em administração de empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, mestre em Politicas de Desenvolvimento pelo Instituto of Social Studies de Haia, doutora em ciências sociais pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e pesquisadora no Centro de Referência de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (CERESAN) do Centro de Pesquisa em Desenvolvimento e Agricultura (CPDA/UFRRJ).

Nos últimos 15 anos trabalhou na construção da agenda pública da segurança alimentar e nutricional, transitando entre ONGs, governo federal, organizações internacionais e universidade. Dentre outras coisas foi pesquisadora do Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE), coordenadora geral de apoio à implantação do Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional no Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, quando começou a participar de missões de cooperação sul-sul. Desde então vem se dedicando a compreender como o Brasil vem se consolidando enquanto ator provedor de cooperação, tendo como território de investigação principal, nos últimos anos, Moçambique. Atualmente é conselheira suplente do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (CONSEA), representando a Articulação Sul.

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!